1997 MIES EM CORTE

CADEIRA MIES EM CORTE 

Foi concebida para apoiar a piscina no jardim de uma moradia remodelada e ampliada por mim. Cadeira constituída por quatro planos que não se tocam em alumínio com acabamento a jacto de areia, estruturados a partir da composição recolhida de um IPE 200X10 e dois HEB 100X100.
A leitura é semelhante ao conceito do Mies Van Der Rohe,  dos planos que não se tocam em Planta, no entanto aqui essa intenção é resolvida em Corte o que confere ao objecto uma dimensionalidade subversiva relativamente aos volumes concebidos pelo Mies.
Esta experiência é a síntese de uma reflexão que foi desenvolvida no projecto de ampliação da própria moradia.

 

.